Diversidade GRI 103-2, 103-3

Valorizamos o ambiente inclusivo e o respeito às diferenças, conforme os princípios de direitos humanos estabelecidos em nosso Código de Conduta, por meio do qual reforçamos nossa não tolerância a qualquer tipo de discriminação e aos assédios moral e sexual. O tema diversidade está contemplado em nosso planejamento estratégico e possui uma série de ações de melhoria em andamento, com objetivos e metas definidos.

Contamos com um comitê corporativo, formado por integrantes das áreas de Sustentabilidade, Jurídico, Desenvolvimento Humano e Organizacional, Comunicação, Saúde e Segurança, que coordena as ações do Programa de Valorização da Diversidade e orienta os comitês locais nas unidades operacionais no mapeamento de oportunidades que abranjam os aspectos de gênero e pessoas com deficiência (PCDs).

No tópico Gênero, por exemplo, nossa meta é ter 20% de mulheres no quadro funcional até o ano de 2025. No encerramento de 2017, esse percentual era de 10,3% (548 mulheres). Um dos destaques no ano foi a contratação de duas mulheres para o Conselho de Administração.

No ano, implantamos diversas ações em nossas unidades Brasil/Peru com o intuito de atender ao pilar de valorização de gênero. Entre elas destacam-se: inclusão de pelo menos uma mulher na última etapa do processo de seleção; mapeamento de posições na área operacional, a fim de abrir novas oportunidades para o público feminino; treinamentos específicos para mulheres em operação de equipamentos; além de outras ações de melhoria em infraestrutura.

Nota 15: Os dados publicados em 2014, 2015 e 2016 foram recalculados em decorrência de ajustes na forma de cálculo. GRI 102-48

Em 2017, realizamos ações em todas as unidades visando à criação de oportunidades para pessoas com deficiência (PCDs). No Brasil, 5,1% do quadro de empregados é composto por PCDs. Tivemos como destaque o trabalho de qualificação e reforço dos responsáveis pela área de recrutamento, o acompanhamento com a área de medicina sobre postos de trabalho e funções compatíveis com deficiência e a movimentação desses profissionais entre áreas, valorizando formações, experiências e contribuições individuais.

Programa de Reconhecimento

Na edição de 2017, contamos com 130 iniciativas inscritas para o Programa de Reconhecimento, pelo qual buscamos distinguir e valorizar os empregados que implementaram ações significativas para a empresa. Os projetos inscritos são escolhidos de acordo com a sua abrangência e o seu impacto nas seguintes categorias: Saúde e Segurança, Meio Ambiente, Excelência Operacional e Responsabilidade Social.

Durante o processo de escolha, essas iniciativas são avaliadas nas etapas Unidade e Empresa, sendo que nesta última fase, os finalistas concorrem, ainda, ao Prêmio Talento em Sustentabilidade, organizado pelo Instituto Votorantim. Além disso, os grupos finalistas também realizam uma apresentação final presencial que possibilita a exposição do projeto às demais unidades. O anúncio dos vencedores e a cerimônia de premiação acontece durante Encontro de Liderança, evento anual que reúne a alta liderança da companhia.

Integração

Em 2017, estruturamos e colocamos em prática o Plano de Integração Global, com ações e projetos em quatro pilares: estrutura; pessoas; processos; e sistemas. A ideia é absorver as melhores práticas em cada país e fortalecer o conceito de empresa única e global. A agenda contempla diversas iniciativas no sentido de endereçar a execução dos objetivos de longo prazo e proporcionar à empresa uma atuação sustentável.

Como primeira ação, criamos no início do ano um comitê (Núcleo de Integração), formado por brasileiros e peruanos. Também realizamos um workshop com diretores, gerentesgerais, pontos focais e facilitadores para discutir as eventuais alavancas e barreiras inerentes a esse processo. As atividades realizadas durante o encontro contextualizaram o momento da Nexa e reforçaram os objetivos, enfatizando que a integração pretende obter o melhor das operações nos dois países, sem prejudicar a governança ou os processos, mantendo o DNA Votorantim, o cumprimento de questões legais e a credibilidade no mercado. Tudo isso sem perder de vista os principais direcionadores para a condução desse trabalho, que são a segurança como valor e o respeito pelas culturas locais.

Desde o início do processo de Integração, 28 profissionais participaram do Programa, com foco no compartilhamento de conhecimento, cultura de segurança e integração de processos.

Núcleo de Integração

Com base no diagnóstico efetuado em nossas unidades e na realização de entrevistas e grupos focais com representantes dos empregados, definimos 12 macroiniciativas que foram priorizadas em 2017.

Os objetivos trabalhados por elas são: fortalecer o entendimento e a vivência das nossas Crenças e Valores, garantindo a perenidade do DNA Votorantim; promover e disseminar a história de nossas unidades e empresas e a cultura regional de cada país em que estamos inseridos; padronizar os sistemas de informação e comunicação utilizados; garantir políticas e procedimentos únicos; padronizar e fortalecer o entendimento sobre a estrutura organizacional Brasil-Peru e entre os escritórios comerciais de Luxemburgo e dos Estados Unidos; padronizar as políticas e práticas de remuneração e benefícios entre os países; consolidar uma sistemática única de captação e de desenvolvimento de pessoas; e garantir uma linguagem única e gestão integrada dos canais e processos de comunicação da empresa.

Aproveitamento Interno

Em 2017, abrimos 286 oportunidades de nível profissional, com 26% de aproveitamento entre nossos empregados; para o nível executivo, foram 34 vagas, com 32% de aproveitamento interno, diante de 36% e 70% em 2016. O decréscimo no percentual do aproveitamento interno ocorreu, principalmente em virtude da criação/reestruturação de novas áreas para as quais buscamos profissionais no mercado com expertise e experiência a fim de agregar conhecimento e qualidade a nossas equipes e processos.

Em sintonia com o jeito de cultivar talentos da Votorantim, também relançamos e melhoramos o Programa Movimenta, que possibilita a movimentação de empregados entre as empresas Votorantim, por meio de candidaturas para vagas em diferentes unidades e localidades. O programa foi reformulado e está mais abrangente no que tange aos níveis de candidatura, que passa a incluir estagiários e trainees (após a conclusão dos respectivos programas) para determinadas vagas.

Para o nível gerencial também há novidade, com oportunidades que cobrem vagas inclusive entre os países de atuação da Votorantim. Outra mudança foi em relação ao tempo mínimo que o empregado precisa ter na posição atual para se candidatar a uma nova oportunidade. Para o nível profissional, antes era preciso completar 24 meses no cargo e, agora, com 18 meses já é possível a candidatura. Para os cargos de gerente e acima, o tempo é de 24 meses. Nas unidades Nexa, os empregados do nível profissional e acima podem se candidatar a vagas globalmente.

286
foram as oportunidades de nível profissional abertas em 2017