Mensagem
do Diretor-Presidente
GRI 102-10 E 102-14

Nossa aspiração é ser uma empresa globalmente reconhecida como inteligente e confiável, levando o mundo da mineração para o mundo das pessoas”

Em 2018, conseguimos avanços significativos nas nossas operações, com novos projetos e processos internos que fortalecem nossa capacidade de criação de valor com uma visão de longo prazo. Um desempenho especial foi a melhoria em segurança, tema que é um valor para nossa organização. Nossos indicadores ficaram muito melhores do que em anos anteriores, fruto de um plano de ação robusto que envolveu toda a liderança.

Ao longo do ano, nosso Conselho de Administração definiu o mandato estratégico da Nexa para os próximos três anos. Como uma empresa inteligente e confiável e que cumpre aquilo que promete, aspiramos ser mais inovadores e conectados ao mundo e às tendências, identificando soluções simples para os nossos desafios. Esse foi nosso principal direcionador em 2018.

Também avançamos no processo de integração entre as unidades no Brasil e no Peru e hoje somos uma empresa única, com equipes técnicas e administrativas fortalecidas e adaptadas. A completa integração de nossas operações foi fundamental para otimizar nossos processos, sistemas, estrutura e custos, de maneira competitiva e atraente para o mercado.

Colocamos grande ênfase em inovação, com tecnologias e processos transformadores. Nesse sentido concluímos com sucesso a segunda edição do programa Mining Lab, de inovação aberta, com 186 projetos inscritos e nove startups vencedoras, e participação de empresas não apenas brasileiras, como também canadenses, peruanas e americanas.

Toda inovação e tecnologia de ponta estão sendo aplicadas em nossas operações, especialmente no nosso novo projeto de exploração mineral, em Aripuanã, no Estado de Mato Grosso, que recebeu a licença de instalação em dezembro e já nasce dentro de todos os padrões de excelência que almejamos. Aripuanã constitui o marco de uma nova fase da companhia, em que começamos a entregar o que prometemos no nosso IPO. É também nosso grande desafio para ser executado nos próximos dois anos.

No ano, nosso Capex foi de US$ 300 milhões, principalmente destinado aos eixos de Crescimento e Excelência Operacional. Além dos recursos voltados para Aripuanã, avançamos também com os projetos greenfields de Magistral, Hylarion e Pukaqaqa.

Do ponto de vista comercial foi um período de bons resultados, porque conseguimos equilibrar a queda de demanda na América do Sul com o crescimento em outros mercados, como o americano e o asiático. Outro fator positivo foi a abertura de um escritório em Xangai, na China, o que nos habilita a captar as oportunidades e entender melhor as características desse importante mercado.

Consideramos que o desenvolvimento de talentos também é um fator crítico para o sucesso de nosso negócio e, por isso, investimos em programas e iniciativas que permitem, cada vez mais, a troca de experiências e a integração cultural entre nossos times. Temos programas globais de desenvolvimento de jovens talentos, formação de lideranças e oportunidades de intercâmbio entre os países onde atuamos. A confirmação de que estamos no caminho certo aparece no resultado da nossa pesquisa de clima, com adesão de 93% e um índice de favorabilidade que nos coloca entre as 25% melhores empresas do setor em termos de clima organizacional.

Uma forma de valorizar a iniciativa de nossos empregados é o Programa de Reconhecimento que premia as ações nos âmbitos social, operacional e ambiental. Nesse ano, obtivemos um grau de participação e um nível de comprometimento superiores ao registrado em 2017. Um dos exemplos de engajamento da equipe é o crescimento do programa de voluntariado, para o qual temos metas ambiciosas de incrementar nossa participação nos próximos anos.

Seguiremos determinados na concretização de nossa aspiração, que é a de ser uma empresa globalmente reconhecida como inteligente e confiável, que cresce em mineração de zinco e cobre, leva o mundo da mineração para o mundo das pessoas e entrega resultados atrativos de forma consistente.

Tito Martins
Diretor-Presidente