Viabilizadores

Comercial GRI 102-6

Como um dos viabilizadores da estratégia da Nexa, a área Comercial mantém seu foco em atuar cada vez mais orientada ao mercado e com presença global. Diante de um cenário de recuo internacional de preços e de instabilidade política e econômica na América Latina, esse posicionamento mostrou-se acertado.

Alinhado ao nosso objetivo de fortalecimento contínuo da nossa participação nos mercados domésticos (Brasil e países da América Latina), ampliamos a presença nos mercados globais por meio dos nossos escritórios comerciais de Luxemburgo e Houston. Reforçamos nossa atuação na Europa, aumentando nossas vendas em 20% na região, e também na África, com acréscimo de 14% no último ano.

Também centralizamos nossos esforços em conhecer mais o mercado asiático, que responde por dois terços do consumo mundial de zinco. Nossas vendas aumentaram 8% na região e realizamos nossa primeira negociação para o Vietnã e para a Rússia, superando expectativas de volume.

Trabalhamos na consolidação global da marca Nexa, com participações nos principais eventos nacionais e internacionais do segmento como expositores e/ou com palestras de mercado e técnicas sobre nossos produtos e aplicações. Estivemos presentes pela primeira vez como expositores em um dos mais importantes eventos do segmento de galvanização, principal mercado do zinco, o Intergalva 2018, realizado em Berlim. Também participamos de evento de importância equivalente na América Latina, o Latingalva Peru 2018.

Diferenciação no mercado

Nos últimos anos, nossa estratégia comercial direciona esforços à interação direta com clientes finais, fortalecendo a presença da marca Nexa, aprofundando o nosso conhecimento do mercado global de zinco e, principalmente, agregando valor às nossas vendas. Buscamos nos diferenciar dos concorrentes oferecendo um portfólio de produtos que vai além dos slabs de 25 quilos (padrão da commodity precificada na LME) e agregando serviços que desenvolvem e fidelizam o mercado.

Com esse objetivo, ao longo de 2018, focamos na padronização dos jumbos produzidos em todas as nossas unidades, garantindo a qualidade do produto e, com a maior flexibilidade entre plantas, reduzindo prazos de atendimento. Também desenvolvemos o T-Jumbo para suprir à demanda de um grande cliente da África do Sul, abrindo também mercado para a captação de novos clientes na Europa.

Alinhados à estratégia de suprir as necessidades específicas dos clientes, ampliamos nossa produção de ligas customizadas. Como exemplo, temos a produção da liga de zinco-alumínio-magnésio, já muito utilizada no mercado europeu, agora também empregada no Brasil para a produção de arames galvanizados. Além disso, aprovamos o projeto de óxido de zinco peletizado, em Três Marias, formato que dá maior fluidez para o produto, otimizando a produção de nossos clientes.

Para manter uma maior proximidade e troca com o mercado, promovemos workshops, palestras técnicas e de mercado para disseminar boas práticas de processo e aplicações inovadoras para o zinco, destacando o enorme potencial de desenvolvimento de novas demandas. Além disso, a cada dois anos realizamos uma pesquisa de satisfação de clientes. A última, aplicada em 2017, atingiu resultados de satisfação superiores aos registrados em 2015. Ainda assim, colocamos em prática em 2018 um plano com 29 ações para endereçar as questões que surgiram na última pesquisa, reforçando o compromisso de melhoria contínua de nossos serviços.

Logística

Buscamos a prestação de um serviço diferenciado e customizado aos nossos clientes, respondendo de forma ágil para mitigar impactos em momentos de ruptura de atendimento. Como exemplo, durante a greve dos caminhoneiros no Brasil, em maio de 2018, conseguimos rever os modais, de forma a eliminar ou minimizar interrupções de fluxo que afetaram a logística de entrega de grande parte da indústria.

Investimos cada vez mais em multimodais, procurando aumentar a confiabilidade dos prazos e a flexibilidade no atendimento. Para garantir maior controle logístico, estamos avaliando a primarização da frota em algumas operações, inclusive para Aripuanã, projeto que entra em fase de execução em 2019.

Com o objetivo de integrar, simplificar e agilizar nossos processos, além de garantir mais segurança e redução de custos, iniciamos em 2018 e prevemos concluir em 2019 a implantação de novas ferramentas de Transport Management (TMS) para todas as operações logísticas, abrangendo desde a matéria-prima até a entrega dos produtos aos clientes. Além disso, iniciamos o processo de certificação de Operador Econômico Autorizado (OEA) para o Brasil, um atestado que já temos para a unidade de Cajamarquilla desde 2015. Em 2019, daremos início aos estudos para a estender o OEA às demais unidades peruanas.

E comprovando nosso compromisso com segurança, registramos redução de 50% nos acidentes na área de logística, resultando em uma taxa interna de frequência 59% menor. ODS 3.6

Redução de
50%
nos acidentes na área de logística.

Sustentabilidade

Em todas as nossas atividades, seguimos rigorosas diretrizes de sustentabilidade, e expressos em nosso Plano Diretor de Sustentabilidade, construído em 2018 a partir da revisão e validação dos temas materiais que compõem o nosso plano estratégico. Queremos ser referência em sustentabilidade e cocriar um legado relevante para a sociedade, a partir de um relacionamento construtivo com nossos stakeholders.

Reforçamos em 2018 as diretrizes e iniciativas que proporcionarão o desenvolvimento de boas práticas de sustentabilidade em todas as áreas da empresa nos próximos anos, a partir dos temas materiais a serem trabalhados, com metas e prazos: Água, Resíduos, Emissões e Energia, Desenvolvimento Local, Pessoas (Diversidade), Segurança e Saúde, Direitos Humanos (fornecedores) e Descomissionamento. Os temas materiais são acompanhados ao longo do ano, com iniciativas e resultados alcançados relatados anualmente neste documento.

Pelo sétimo ano consecutivo, nossas unidades Nexa Resources Peru e Nexa Resources Cajamarquilla receberam o selo Empresa Socialmente Responsável como reconhecimento de nossas políticas e práticas organizacionais. O prêmio é concedido pela organização Peru 2021 e pelo Centro Mexicano de Filantropia (Cemefi). A avaliação de 2018 foi baseada em três áreas fundamentais: Cultura Organizacional,Desenvolvimento do Entorno e Gestão de Riscos e Impacto. A premiação busca fortalecer a importância da responsabilidade social corporativa na cultura das organizações.

Princípios de Sustentabilidade

1 Ser reconhecida pela sociedade como uma empresa social e ambientalmente responsável.

2 Ter a sustentabilidade como estratégia, orientando governança, gestão, educação, decisões e investimentos – criando valor.

3 Evoluir consistentemente os resultados econômicos, sociais e ambientais, buscando eficiência e confiabilidade nas operações, de acordo com padrões de classe mundial.

4 Ser reconhecida como empresa que atrai, desenvolve e retém talentos para a geração de valor e a construção de uma sociedade justa e inclusiva.

5 Ter compromisso com o bem-estar, a saúde e a segurança de nossos empregados, clientes e parceiros.

6 Contribuir para o desenvolvimento das comunidades em que atuamos.

7 Incentivar a cooperação e a participação de todos os empregados e partes interessadas na construção de parcerias e trabalho conjunto, visando à geração de valor mútuo.

US$
9,2milhões
investidos em P&D

Iniciativas externas GRI 102-12
Nosso compromisso com o desenvolvimento sustentável está expresso também na adesão voluntária à diversas iniciativas assumidas com entidades nacionais e internacionais. Entre elas destacam-se:

Pacto Global – Desde 2017, somos signatários dessa Iniciativa da Organização das Nações Unidas (ONU), que tem como objetivo mobilizar a comunidade empresarial em todo o mundo na adoção de dez princípios que representam valores fundamentais de direitos humanos, relações trabalhistas, meio ambiente e combate à corrupção.

Objetivos do Desenvolvimento Sustentável – Também em 2017, firmamos compromisso com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), uma agenda mundial composta por 17 objetivos e 169 metas a serem atingidos até 2030, que foi adotada durante a Cúpula das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável, em setembro de 2015. Na agenda estão previstas ações de erradicação da pobreza, segurança alimentar, agricultura, saúde, educação, igualdade de gênero, redução das desigualdades, energia, água e saneamento, padrões sustentáveis de produção e de consumo, mudança do clima, cidades sustentáveis, proteção e uso sustentável dos oceanos e dos ecossistemas terrestres, crescimento econômico inclusivo, infraestrutura, industrialização, entre outros. Neste relatório, trazemos a correlação dos ODS a nossos temas materiais e metas de longo prazo.